quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

eu me considero

campeão brasileiro de 1987.

porque no dia 13 de dezembro daquele ano meu pai me erguia ao alto para comemorar a então quarta conquista nacional do flamengo.

eu tinha seis meses.

hoje, com vinte e três anos, sou obrigado a ler que aquele título não é válido por conta da opinião emitida por uma federação de futebol. ou seja, por conta de uma decisão política.

e sabe qual é a minha reação?

nenhuma.

continuo olhando para a foto do meu pai me erguendo
e nós dois comemorando aquele título,

e sinto o quanto aquela cena é infinitamente maior do que qualquer decisão que já foi e que ainda será tomada a respeito daquele campeonato.

eu não dependo de reconhecimento de ninguém para saber o que posso considerar ou não.
muito menos das opiniões alheias.


ítalo.

Nenhum comentário: