quinta-feira, 28 de outubro de 2010

da arte de fazer coisa feia


eu as considero horrorosas.

há quem veja nelas uma boniteza simbólica: representam uma época, uma história, blábláblá.


pra mim elas deveriam ser camisas decorativas. daquelas que são lançadas apenas para registrar alguma comemoração. e então ficar arquivadas. 

porque são feias demais.

são diferentes demais daquelas que marcam a história de cada time.


graças que as camisas evoluem, e que as de antigamente não existem mais. porém, ainda assim os times inventam de relançá-las, em modelos, pra mim, horrorosos.

não consigo gostar.
questão de gosto. algo muito pessoal.


p.s.: e o que vamos falar da nova chuteira do cristiano ronaldo?


ítalo.

4 comentários:

Caetano Lorenzetti disse...

Realmente, essas ai estão horríveis, e a chuteira do cristiano então.

Recomendo ver a camisa do Inter para o mundial. Simples, limpa e maravilhosa. Não é clubismo!

Abç, Caetano.

http://analisefc.blogspot.com/

Cleber Soares disse...

E ai Italo, blz.
Valeu pela força lá no blog.
Esse assunto que vc aborda é complicado, existem gostos pra tudo, a camisa do mengo por exemplo este ano vendeu mais que a rubro negra(proporcionalmente), pode ser por causa da copa, sei lá, mas vendeu...

BLOG DO CLEBER SAORES
www.clebersoares.blogspot.com
O blog esta em festa, 2 anos...

Claudio Henrique disse...

Pois é Italo, não existe mais criatividade como antigamente. Cada coisa que você vê.

Abraços!

FuteB.R.O.N.C.A.! disse...

Concordo quanto às chuteiras, mas discordo no que diz respeito às camisas, parcialmente. Parcialmente pq vejo nelas uma forma de resgatar o passado, além de uma forma de receita para os clubes. No entanto, quase todas são dignas do Agostinho Carrara, de "A Grande Família".

Saudações!!!