sexta-feira, 23 de julho de 2010

outras formas de se acompanhar futebol

tenho vivido experiências diferentes ao acompanhar jogos de futebol. nem sempre dá para sentar no sofá, abrir a latinha de cerveja, beliscar um amendoizinho e acompanhar tudo assim, "de perto". então, resta-me buscar outros meios. e é o que tenho feito.
o rádio já é minha companhia há muito tempo. hoje em dia tenho acesso aos canais pagos para assistir aos jogos. quando mais novo, não tinha, não. não tinha nem internet. era tudo na base do rádio mesmo. tinha um de nove faixas que meu pai deixara comigo, porque ele morava na praia, e lá pegava melhor rádio de até duas faixas. no meio da cidade, como eu ainda moro, só rádio das antigas mesmo. e era assim que eu me virava. puta sofrimento! acompanhar jogos pelo rádio pra mim é isso. sofrer em demasia. ô agonia! mas eu nunca abri mão! quando mais novo até campeonato estadual, jogo do tipo grande x pequeno eu ouvia pelo rádio quando não passava na tv aberta. hoje em dia eu assisto a essas peladas horrorosas. não sei se saio ganhando com isso...
mas agora nessa onda virtual há outras maneiras de acompanhar os jogos. quando não rola no rádio, recorro aos portais na internet que passam em tempo real, e sintonizo as rádios pela internet também. fica prático. o sinal às vezes trava, ok, mas é o que resta. e nessa parada virtual há um novo advento agora, o twitter. é algo ainda completamente maluco, para mim, acompanhar jogos de futebol pelo twitter. é surreal, eu diria. confesso não conseguir acompanhar os jogos do fla, não. para isso, rádio, quando não dá na tv. preciso de concentração para torcer. e o twitter é tudo, menos concentração. claro que depende de quem você segue e tudo o mais. mas, ligado a futebol como sou, sigo muitos jornalistas esportivos e pessoas que sei que atualizam em tempo suuuper real quase todas as partidas que acontecem no país. é uma loucura. a cada minuto a descrições de lances. você acaba acompanhando todos os jogos que ocorrem no mesmo horário. como se você tivesse uma tela dividida em quatro ou oito partes, e olhos para ver tudo ao mesmo tempo. vai dizer que isso não é surreal? é como se você fosse cego e estivesse num estádio cheio, com várias pessoas lhe contando os lances assim que eles estão acontecendo.

é piração. mas é legal. acho muito legal pensarmos em como acompanhávamos jogos antigamente e como podemos acompanhar agora. nada daquela chatice de isso é melhor do que isso. são apenas maneiras diferentes. consequência das mudanças mundanas que nos envolvem diariamente. o futebol não perde a graça assim, não. pelo contrário, ganha em originalidade e graça. em trocas. mas é preciso saber fazer uso disso. pois da mesma forma que num estádio você encontra aquele sujeito super simpático que lhe parabeniza pela vitória do time rival e aquele babaca que parte para agressão, assim também é no twitter, por exemplo. é preciso escolher bem a dedo quem seguir e como acompanhar.

6 comentários:

G. F. Busnardo (Gui) disse...

Concordo e acho que ninguém vai discordar contigo quanto falas que é agoniante ouvir o jogo.
Por falta de costume (credito isso ao fato de que posso acompanhar os jogos por outros meios) raramente ouço jogos de FUTEBOL pelo rádio. Quando não posso assistir prefeiro acompanhar os lances pela internet mesmo.
Agora não posso dizer isso dos jogos da Malwee. Sempre que posso procuro sintonizar o jogo (caso ele não esteja sendo televisionado). E agônia talvez seja pouco. Ainda mais com o Jocemar narradando:
"Ele e chuta e... Goooodefendeu o goleiro!" - nunca da pra saber se é gol ou não. Sério mesmo. :P

Eduardo Trindade disse...

Bah! Acho que meu caso é muito parecido com o teu. Entre outras coincidências, também sou fã do Tuíter para muitas coisas, entre elas para acompanhar jogos de futebol (e, principalmente, os respectivos comentários dos seguidores-torcedores). Já o rádio, às vezes, é uma necessidade para quem, como eu, quer acompanhar jogos que na maioria das vezes não passam na TV aberta.
Abraços!

Moni. disse...

É... pelo tuíter é legal...

Mas tem neguinho que diz "SCHIU" pra mim...

Aí é phodda...

=P

eudesenholetras disse...

Outro dia vi alguém falando que o pior lugar pra se acompanhar futebol é no estádio...

De todos os meios que você citou o rádio é mesmo o mais apaixonante e angustiante. Lembro que antigamente, antes da internet eu torcia muito pelo rádio, era um tempo muito gostoso. Ainda hoje quando o jogo do Inter não tá na tv aberta eu prefiro sintonizar na rádio guaíba ou na gaúcha... Parece que tem mais emoção...

Um abraço.

Ah, (vou postar aqui mesmo) feliz aniversário pro Blog...

Franccesco disse...

Poh...........eu lembro deste rádio...rsrs!
Show!

Léo Santos disse...

Cara, gosto muito do twitter, mas, nunca tinha pensado em usá-lo para esse fim. Nos horários - sagrados - de futebol você me encontra em muitos lugares, menos em frente ao twitter. Gosto muito do radio, seus narradores e comentaristas apaixonados, sinceros e diretos, quando o jogo passa na tv, ponho no mudo e fico com o audio do rádio.

Um abraço!