domingo, 30 de maio de 2010

nem tanto ao céu, nem tanto ao mar

o corinthians sobrou hoje em campo. o santos ficou devendo. mas ficou devendo porque o timão sobrou. e o timão sobrar fez o santos dever.

daí, aqueeeles exageros. que o corinthians caminha rumo ao título, que é o time a ser batido e blá blá blá. outros: que o santos é pipoqueiro, é time de guris, que treme na hora "h" e blá blá blá.

menos, beeem menos.

foi só um jogo. um bom jogo. um clássico pra valer mesmo!

o corinthians tem um time muito bom. ponto. porém, após a copa e, mais ainda, após a janela de transferências para o exterior, o time poderá ser muito diferente. para melhor ou para pior. tem feito gordura nesses jogos pré-copa. faz certíssimo. não se baqueou pela eliminação na liberta. faz certo. e joga bem. e vence e convence. nada mais. é cedo para projetar algo tão distante quanto um título.

e o santos tem um time também muito bom. mas que hoje não rendeu. simples. naõ vai render sempre, não. há exagero por demais no futebol. isso irrita. não tem nada de desmerecer os guris e o trabalho do dorival, não. hoje não rendeu e o adversário jogou muito. mas é um bom time. com detalhes a serem corrigidos, sim, mas que é campeão paulista e finalita da copa do brasil.

valeu a pena assistir a este clássico paulista! só não valeram os comentários exagerados pós-jogo... ah, e as comemorações, excelentes! provocação assim é do jogo. é bonito de se ver. é salutar ao esporte. sem esquecer de que um dia é da caça, outro, do caçador. um dia é do peixe, outro do pescador..

ítalo.

a tal da identidade nacional e a copa do mundo

o an ideias de hoje foi especial sobre a proximidade da copa do mundo e sobre o quanto este evento mundial, que ocorre somente de quatro em quatro anos, envolve multidões, faz quase parar o mundo todo. como é possível, pois sim, o futebol fazer isso? é engraçado e contraditório pensar na quantidade de torcedores que surgem - ou ressurgem - durante um mês. ou não é contraditório quem não consiga assisitir a uma partida de futebol sequer, mas acompanhae os jogos da copa do mundo, principalmente os da sua seleção.
_____
e é aí que entra outro detalhe. este "sua" seleção. há uma atitude condicionada a torcer pela seleção de seu país, principalmente a futebolística, uma vez que o é esporte de maior apelo popular. desde pequeno somos encaminhados para isto. para, durante trinta dias - e daí pouca importam as vestimentas do período sem copa - vestir verde e amarelo, e torcer efusivamente por um grupo de jogadores que pouco, ou quase nunca, assistimos. e assim vamos levando, ou sendo levados. afinal de contas, dizem-nos, precisamos ser patriotas, torcer por aquilo que é nosso. só me pergunto o que é este "nosso".
______
quando mais novo, sim, eu torcia, e muito, pela seleção. chorei a derrota em 98, pra frança. ingênuo que era. não entendi como pôde o ronaldo não ter jogado, e sim o edmundo. vibrei por demais o título da copa de 2002. saí às ruas comemorando e tudo. e foi só. e não deu mais. e essa coisa da identidade nacional descrita pelo fernando gonçalves bitencourt - autor dos textos do an ideias - saiu de mim, e para bem longe. segundo o autor, "A seleção é a representação de nossas representações sobre nós mesmos". não comigo.
_______
minha contradição é outra. é ao avesso. respiro futebol quase todo dia. se me deixarem, assisto a jogos da segunda divisão do campeonato paulista. assisto em intensidade máxima qualquer jogo do flamengo. acompanho tudo que é notícia futebolística. mas não consigo torcer pela seleção brasileira mais, não. não sinto nada em torcer de quatro em quatro anos, não. é broxante. torcer é viver um time, uma paixão, algo que não se explica, que toma conta dos nossos sentidos, que não se explica. é algo diário, e não quatri-anual.
____
mas eu gosto de acompanhar a copa do mundo. os jogos. não gosto do ufanismo que toma conta do mundo. gosto de assistir aos jogos porque é quando assisto numa boa, sem torcer, sem vibrar. é quando me divirto. é quando não tenho time, não faço torcida. é quando posso olhar também para os torcedores, para aqueles que, daí, sim, vivem o futebol em sua intensidade ilógica, nem que seja por noventa minutos, de quatro em quatro anos - às vezes mais.
_______
ítalo.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

nem tudo o que parece é. ou o contrário.

encontrei, no blog análise f.c., do caetano lorenzetti, este vídeo.
adorei-o!
confiram. 30 engroçadas da seleção mais badalada de todos os tempos.
portanto, não se desespere ao ver jogadores seus como bruno paulo (!), somália (!), thiaguinho (!) e tantos "inhos" por aí dando aquelas pixotadas. serão craques, acredite!
ou não.

terça-feira, 25 de maio de 2010

ainda o bendito calendário

será que precisa vir um sujeito de outro país reclamar disto?? eu já cansei de reclamar. os estaduais que nos digam, não é mesmo, supercampeonatos??
________
- O futebol aqui está tomando um rumo perigoso. Não se fala de espetáculo, não se quer ver o time jogando bem. A torcida já vem com aquela cobrança, vem com pressão de "se não ganhar, o bicho vai pegar"... E isso deixa o jogador desconfortável, consequentemente deixa o técnico desconfortável e tudo vira um clima de tensão, de guerra. Esse ciclo se repete mais e mais, precisamos fazer com que acabe. O futebol hoje está chato desse jeito
___
- O calendário é cruel. Em menos de cinco meses, já fizemos 34 jogos, uma média de 8 por mês praticamente. Aí fazem esse calendário, o time acaba cansando, de repente joga mal, perde, e a culpa cai em quem? Acaba ficando com o treinador. Tudo bem que esse ano tem Copa, mas dá para enxugar.
__
Jorge Fossati, uruguaio, técnico do Internacional, de Porto Alegre.
_____
ítalo.

domingo, 23 de maio de 2010

pra rir. ou chorar.

recebi, há um tempo, do alemão - oh! curt.
frases de jogadores de futebol.
respondi a ele acrescentando uma. do presidente do botafogo, após a conquista do estadual deste ano: "com este time eu vou até a lua!". no que curt me respondeu: "Já vivemos no mundo da lua... ir pra lá é só consequência!".
na caixa de comentários, então, sintam-se todos à vontade para apresentar outras frases que conheçam destes seres habilidosíssimos no trato com a.... bola.
_ _ _ _ _
'Chegarei de surpresa dia 15, às duas da tarde, voo 619 da VARIG'.
(Mengálvio, ex-meia do Santos, em telegrama à família quando em excursão à Europa)
_____
'Tanto na minha vida futebolística quanto com a minha vida ser humana.'
(Nunes, ex-atacante do Flamengo, em uma entrevista antes do jogo de despedida do Zico)
_______
'Que interessante, aqui no Japão só tem carro importado.'
(Jardel, ex-atacante do Grêmio)
_______
'As pessoas querem que o Brasil vença e ganhe..'
(Dunga, em entrevista ao programa Terceiro Tempo)
________
'Eu, o Paulo Nunes e o Dinho vamos fazer uma dupla sertaneja.'
(Jardel, ex-atacante do Grêmio)
_______
'O novo apelido do Aloísio é CB, Sangue Bom.'
(Souza, meio-campo do São Paulo, em uma entrevista ao Jogo Duro)
_____
'A partir de agora o meu coração só tem uma cor: vermelho e preto.'
(Jogador Fabão, assim que chegou no Flamengo)
______
'Nem que eu tivesse dois pulmões eu alcançava essa bola.'
(Bradock, amigo de Romário, reclamando de um passe longo)
_____
'No México que é bom. Lá a gente recebe semanalmente de 15 em 15 dias.'
(Ferreira, ex-ponta esquerda do Santos)
____
'Quando o jogo está a mil, minha naftalina sobe.'
(Jardel, ex-atacante do Grêmio e da Seleção)
_____
'O meu clube estava a beira do precipício, mas tomou a decisão correta, deu um passo a frente.'
(João Pinto, jogador do Benfica de Portugal)
______
'Na Bahia é todo mundo muito simpático. É um povo muito hospitalar.'
(Zanata, baiano, ex-lateral do Fluminense, ao comentar sobre a hospitalidade do povo baiano)
_____
'Jogador tem que ser completo como o pato, que é um bicho aquático e gramático.'
(Vicente Matheus, eterno presidente do Corinthians)
_____
'O difícil, como vocês sabem, não é fácil.'
(Vicente Matheus)
___
'Haja o que hajar, o Corinthians vai ser campeão.'
(Vicente Matheus)
_______
'O Sócrates é invendável, inegociável e imprestável.'
(Vicente Matheus, ao recusar a oferta dos franceses)
____
TÁ RINDO, NÉ???!!!
____
AGORA SENTA E CHORA.
_____
COMPARA O SALÁRIO DELES COM O TEU.
_____
Fui!!!
Curt Nees, 6.3 e aturando a politicalha que assola o País. Pensador, despachando de Jaraguá do Sul, na bela e Santa Catarina - curt.nees@gmail.com
_ _ _ _ _
ítalo.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Álbum de figurinhas, por Marcelo Lamas

o marcelo lamas é amigo literato e futebolístico. joguei uma vez só com ele. não por culpa dele, mas minha, que pouco, pouquíssimo jogo. foi aqui no vizinho, que tem um campo de futebol. meu maior contato mesmo com o lamas foi durante um curso de formação de escritores do sesc, em 08. ele é mais um daqueles que pode se envolver com tudo quanto é coisa nesse mundo (no bom sentido, né, marcelo?), mas não abre mão do futebol. e o texto dele é uma provinha disso. apreciem! - o título do texto é o título deste post. (ah, e como ele é tricolor gaúcho, vai em azul e preto, claro, o texto).
_ _ _ _ _
Nesta época aparecem os álbuns da copa. E toda aquela turma que passa a amar o esporte bretão por um mês, a cada quatro anos. Neste caso, mais patriotas do que torcedores. Não é o meu caso.
___
Sempre frequentei os estádios de futebol, sem distinção de divisões, como torcedor, como mascote e como jogador.
_____
Como torcedor aprendi que há três formas de assistir a uma partida. A primeira é vendo somente a bola, na qual muitos só vêem os gols. A outra é vendo “o jogo”, nos detalhes como o esquema dos dois times e os canhotos do time adversário.
_____
E tem a maneira especial, aquela em que vemos o jogo com o coração em cima da bola, enxergamos somente o nosso time jogar. Quando o jogo termina não lembramos sequer o nome do goleiro adversário, mesmo que ele tenha defendido três pênaltis. Eu sou assim.
_____
Como mascote, percebi a energia que vem das arquibancadas quando o time entra num estádio lotado. Por isso que treino é treino e jogo é jogo, e alguns jogadores amarelam quando mudam de time, de ambiente.
____
O álbum da minha família tem uma série de figurinhas de futebol, na foto acima está o meu avô, o Chico “Lama”, na década de 1940 – o primeiro à direita, sentado. Na época, o futebol era diferente, a foto mostra o esquema de jogo, dois zagueiros, três meio-campistas e cinco atacantes.
_____
Certa vez, num treino do Farroupilha do RS, o atacante adversário avançou para a linha de fundo e eu cheguei na cobertura, com força desproporcional e joguei a bola por cima da arquibancada, para fora do estádio. O treinador parou o treino e me deu um sermão, dizendo que eu não deveria ter chegado com tanto entusiasmo, que poderia ter machucado o colega e ordenou que eu fosse buscar a bola.
_____
Eu saí do gramado, do portão do complexo esportivo e entrei no terreno ao lado, onde havia um ferro-velho – eu tinha vacina anti-tetânica. Demorou, mas consegui achar a bola. Quando voltei, estavam todos sentados num círculo. O professor de bigode branco me indagou:
_____
– Marcelo! Sabes por que todos aqui estão sentados?
____
Acabrunhado, sacudi a cabeça, sinalizando que “não”. O velho, completou:
______
– Todos estão te esperando, porque tu fazes parte deste time e se tu cometesses um erro, o erro é de todo mundo.
_______
E foi a única vez que eu vi uma ação verdadeiramente em equipe.
______
O futebol não é somente um jogo.
___
Marcelo Lamas, escritor e zagueiro do Apagão Futebol Clube.
_ _ _ _ _
ítalo.
dói
torcer
dói

quinta-feira, 20 de maio de 2010

3x4

1. pode ser um trecho de música: "achei um 3x4 teu e não quis acreditar que havia sido há tanto tempo atrás" (vamos fazer um filme, legião urbana).
____
2. pode ser uma fotografia exigida para documentos oficiais e afins.
__
3. já foi o placar de uma das mais fantásticas viradas de um time em uma final de campeonato. palmeiras 3x4 vasco, copa mercosul de 2000. primeiro tempo 3x0 palmeiras. em um só tempo, no segundo, o vasco fez quatro gols e foi campeão, dentro do palestra itália.
______
4. pode ser o placar do jogo de hoje, no chile, entre universidade do chile e flamengo.
_____
5. pode ser, então, a classificação do fla às semifinais da libertadores.
____
6. ou pode continuar sendo apenas dois números separados por uma letra.
___
ítalo.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

abrindo espaço: as cores azuis

semifinais da libertadores de 2007. grêmio x santos. jogo de ida, no olímpico, 2x0 grêmio. jogo de volta, na vila, 3x1 santos, de virada.
______
quartas-de-finais da libertadores de 2009. cruzeiro x são paulo. jogo de ida, no mineirão, 2x1 zeiro. jogo de volta, no morumbi, 2x0 zeiro.
_____
hoje, 19 de maio de 2010, dois times paulistas e duas possibilidades de revanches. ou não.
_____
pois busquei torcedores desses quatro grandiosíssimos clubes brasileiros envolvidos em dois jogos que prometem ser de arrepiar. porém, só consegui retorno de dois torcedores dos times das cores azuis.
____
pois são os textos deles que serão agora aqui lançá-los.
______
algum são paulino ou santista que queira ressaltar a paixão pelas cores do seu time, à vontade.
na caixa de comentários, ou me enviando um texto, que acrescento aqui na postagem até o momento do jogo, certamente.
_ _ _ _ _
"Comecei a acompanhar futebol através do meu pai, e fui evidentemente influenciada por ele ao escolher o Cruzeiro Esporte Clube como predileto. Anos mais tarde abandonei o futebol em prol de objetivos maiores e preocupações que me afastavam do mundo da bola.
Foi aí que pude, de verdade, apurar minhas opiniões e escolher meu time. Por coincidência, ou não, repeti a escolha e percebi que minha pele era azul. As emoções que o Cruzeiro me provocam não encontrei em nenhum outro esporte, a forma como vejo meus ídolos celestes não consigo adaptar em nenhum outro mortal, ouvir o apito de bola rolando parece ser sempre a primeira vez, aquele mesmo frio na barriga e o otimismo de sempre.
Não há o que discutir. Ser Cruzeirense é acordar todos os dias com o entusiasmo de uma final de 1976 no peito, acordar com o peso das chuteiras de Nelinho nas costas, torcer com a paixão de Sorín, nunca aceitar uma derrota e ver cada dia do time como uma “página histórica imortal”.
Agora, prestes à decisão de uma vaga para as semifinais da Libertadores o clube entrará em campo adversário em desvantagem. Precisa vencer por 2x0 e levar aos pênaltis, ou aplicar uma diferença de 3 gols.
No que pensar? Se perguntaria qualquer torcedor. O torcedor Cruzeirense só pensa na vitória, todos nós estamos otimistas, planejando vencer na casa adversária, mesmo com a consciência do quão difícil isto é. Respeitamos o São Paulo e não esperamos um jogo fácil, esperamos um jogo imortal. Se porventura esta vaga não for nossa, o orgulho de ver o time lutando até o último segundo será tão grande quanto o orgulho de um título.
Nada neste mundo me causa tanta felicidade quanto vestir a camisa que trajou Niginho, Tostão, Piazza, Sorín, Alex, etc. Ser Cruzeirense é saber comemorar a cada dia todas as vitórias, mesmo as que não pudemos assistir, é também saber aceitar que nem toda vitória é convertida em gols ou em títulos. Por isto somos tão combatidos e jamais vencidos.
“Somos um punhado azul de raça inquebrável” já dizia Juampi".
_____
Lílian Alcântara, blogueira.
_ _ _ _ _
"Reflexo da vida
__
A dor de um ferimento na carne
O alívio do curativo
A alegria na conquista de um emprego
A decepção com a perda da namorada
Um momento de raiva num avaliação autocrítica
O orgulho por ter realizado um excelente trabalho
Raramente joga belo e leve
Muitas vezes feio, duro
Vida tem de ter o tempero dos contrastes.
Caso contrário, não forja a personalidade.
Por isso os lamentos com as quedas em 91 e 2004
Por isso as glórias mais celebradas em 81, 83, 89, 94, 95, 96, 97 e 2001
Por isso tem cores diferenciadas para mostrar que a luta exige várias atitudes, mas nunca a rendição
Por isso novembro de 2005 virou marco, numa batalha de modelo para todos os demais
Por essas complexidades seja invejado e odiado. Mas sempre respeitado.
E os apaixonados por ele sabem que viverão emoções distintas em qualquer confronto..
E estarão sempre junto....é lema, é hino, está no DNA...
Até a pé....sempre estaremos...onde estiver....
Porque sabemos....és imortal"
___
Diego Rosa, jornalista do jornal anotícia.
_ _ _ _ _
ítalo.

sábado, 15 de maio de 2010

torcedor in loco

histórias de torcedor são as melhores. as mais emocionantes. as mais incabíveis. o quê? viajar não sei quantas horas só para assistir a um jogo? gastar quantas centenas de pilas só pra ver um bando correndo atrás de uma bola? ok, há quem pense assim. à vontade. mas o futebol é a coisa mais importante das coisas mais desimportantes do mundo. para muitos. e para mais não é preciso. e é a desimportância que dá um sutil sentido à vida. assim seja!
_____
daniel zatta é colorado. fanático, como não poderia deixar de ser. foi ao beira-rio, quinta-feira, assistir ao primeiro jogo das quartas-de-finais da libertadores contra o estudiantes. pedi a ele umas poucas palavras sobre isto, e duas imagens. aí estão. mais não precisa. mesmo.
_ _ _ _ _
"Ir ao Beira rio ver algum jogo do Inter não é uma tarefa fácil para nós que moramos longe de Porto Alegre, mas reunimos um grupo de amigos e saimos na quinta pela manhã rumo a Poa. A viagem dura de 6 a 7 horas, cansa, mas quando chegamos la, esquecemos de tudo e o que importa mesmo é Torcer e Apoiar o nosso Colorado. Não é sempre que temos essa oportunidade então o negócio é aproveitar muito. O jogo não foi la aquelas coisas, mas a vitória veio e a festa da torcida recompensou tudo. E agora esperamos marcar mais um Bonde pra poa nas semi-finais. Vamo Vamo Inter". (Daniel Zatta)
_ _ _ _ _
ítalo.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

há derrotas e derrotas

há derrotas que doem fundo. que ferem. deve ter sido, imagino eu, o que sentiram os corinthians na semana passada. mesmo vencendo, foram eliminados. num jogo muito parelho contra outra grande equipe. são coisas do futebol. acontece. ora se ganha, ora se perde. mas dói. fiquei na minha. não tirei sarro de amigo meu corinthiano que sei que deve ter sofrido muito. questão de respeito.
_______
há derrotas que nem damos bola. jogos desimportantes, campeonatos chatos, afins. 
____
e há derrotas que aceitamos numa boa. há derrotas incontestes. derrotas em que, antes de reclamar de nosso time, devemos aplaudir o time adversário. reconhecer a superioridade adversária. saber perder.
perder para a la'u, no maraca, não me doeu, não. por mais que seja uma libertadores, não deu. foi uma vitória maiúscula do time chileno. um baita de um time. um timaço, quase. venceu por três, mas poderia ter vencido por mais. tomou dois, mas um sob obra do acaso mesmo, por mais que o fla tenha perdido gols claríssimos. foi a vitória da inteligência e da frieza perante a burrice e a ingenuidade. é este o mal do fla e dos times brasileiros, quase sempre. são ingênuos. são tolos. vão na base da emoção. foi isso o que o fla fez. e eu torci, torci muito, novamente. fico esgotado ao final de um jogo desse. de tanto torcer. mas não deu. poderiam continuar jogando mais noventa minutos, que não daria. e isto que os chilenos jogaram quarenta e cinco minutos com um a menos. mas correram muito mais que todo o time do fla. e correram com inteligência. foram precisos na marcação. davam carrinho na área adversária. contra-atacavam em bloco. coisa impressionante. eu comentei com o pai: devemos aplaudir esse time chileno antes de malhar nosso time. não fomos nós que perdemos, foram eles que ganharam. na expressão popular, deram um banho de bola.  
______

____
e assim, imagino, devem se sentir os torcedores do santos e do cruzeiro. perderam para dois times que jogaram muuuuita bola. o são paulo foi de uma frieza e de uma precisão impressionantes no mineirão. e o cruzeiro, por mais que tentasse, não era dia. já no olímpico, grêmio e santos fizeram um partidaço. o que foi o primeiro tempo santista? foram dois, quase três. aí, a defesa do santos fez o favor de apimentar o jogo. e que ataque este do grêmio! fantástico! uma virada sensacional. porém, do outro lado, um santos também frio ao marcar o terceiro e buscar um possível empate. ficou em aberto. aposto no santos, na vila. mas o grêmio fez coisa de outro mundo ontem. sensacionais as duas equipes! e, na semana que vem, no morumba, o zeiro até pode reaver. será difícil. mas eu não duvido de nada, nada mesmo no futebol. graças aos times cariocas, ano passado. depois do que o flu fez pra se livrar do rebaixamento; depois do que o fla fez pra ganhar um brasileiro daquele jeito; e depois do fogo ter vencido o carioca deste ano como venceu, não duvido de nadim, nadim, mesmo.
________

apenas me encanto. encanto-me cada vez mais com o futebol. mas confesso que gostaria de poder sofrer menos, bem menos. de mais me encantar do que de torcer. taí um objetivo de vida! rsrs
_______
ítalo.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

o que é ser jornalista esportivo?


vem repercurtindo a convocação da seleção brasileira para a copa. coisa muito óbvia isto. cada torcedor é um treinador. jamais haverá uma convocação em unanimidade. ainda bem.
_____
porém, o ingrediente a mais, hoje, foi o bate-boca entre o jornalista paulo vinícius coelho (uma enciclopédia embulante do futebol mundial) e o jogador felipe mello, no programa bate-bola, primeira edição, da espn brasil.
_______
aí é que está o detalhe: o que é ser jornalista esportivo?
____
eu não entendo lhufas de jornalismo, antes que me cobrem. sonhei já em ser um desses caras que tão aí nas beiras dos gramados e tudo o mais. não passou de sonho. sou um torcedor comum, a quem o que mais inquieta é acompanhar as ridículas coberturas jornalísticas dos eventos esportivos.
____
o que são as perguntas feitas pelos repórteres da globo aos jogadores, treinadores e afins? o que foram as perguntas feitas ao dunga hoje? que tipo de jornalista é este que faz perguntinha água-com-açúcar e espera uma resposta idem?
____
há umas duas semanas rolou um atrito do luxemburgo com a molecada da vila. aí o luxa foi no chatíssimo globo esporte. a glenda ao lado dele. e ela disse: não vou te fazer nenhuma pergunta sobre a provocação dos meninos da vila...
____
mas como não?? o que ela tava fazendo lá do lado dele, então? que tipo de jornalista é este, gente?
____
aí, hoje, o pvc fez uma pergunta super coerente ao felipe mello, e o brucutu desligou o telefone na cara dele. e amanhã, provavelmente, este mesmo felipe mello estará abrindo as portas de sua casa para uma reportagem da globo ou do sportv...
______
enquanto isso, vale a leitura das palavras do mauro cezar pereira, também da espn. ajudará a entendermos o que é, ou pode ser, atuar como jornalista esportivo.
_ _ _ _ _
"Não vou discutir nomes, afinal, Dunga é "coerente". Tanto que não chamou Paulo Henrique Ganso e Neymar por terem sido reservas no Santos em jogos no Brasileirão 2009. Mas convocou Doni, Júlio Baptista e Kléberson, que são suplentes hoje! Tão "coerente" que alegou não poder levar os santistas porque não foram testados. Mas incluiu o meia na lista de espera. E chamou Grafite, que atuou só 26 minutos em sua equipe.
_____
Bobagem discutir nomes quando o aspecto técnico não importa tanto. Para Dunga, o que vale é "paixão", "emoção", "o sonho de vestir a camisa da seleção", "ser patriota". Opa, alto lá. Patriota? Então quem não torce loucamente pelo time da CBF é menos brasileiro do que aqueles que se descabelam pelo dunguismo? Não, essa eu não aceito, professor.
_____
Se a turma do panetone passar a Copa vestida de amarelo e festejando cada gol, isso não fará desses elementos bons brasileiros. Pátria de chuteiras em pleno século 21? O mesmo discurso quatro décadas depois? Não, obrigado. Seleção é apenas um time de futebol. Ninguém é obrigado a torcer por ela, tampouco pode ser atacado por não adotar tal comportamento. Jornalistas devem informar e analisar. Imprensa não existe para apoiar nada, e ninguém dá resposta aos críticos.
_______
A seleção da CBF não é "a" favorita ao título, mas apenas uma das equipes com chances. As escolhas de Dunga foram pela dedicação, que em alguns casos pode ser entendida como subserviência. Sim, prioridade para os cordatos que se deixam levar pelo discurso tacanho do técnico que a CBF criou. Falta talento. Com Ronaldinho Gaúcho e Ganso nos lugares de Michel Bastos e Kléberson, por exemplo, ele poderia mudar os rumos de uma partida.
________
Mas a inflexibilidade impede Dunga de rever conceitos. Não em todos os terrenos. Quando assumiu a seleção da CBF, ele assegurou que não haveria privilégios a jogadores, tampouco a veículos de comunicação. Dunga esteve no Bola da Vez da ESPN Brasil. Chamado a retornar, recusou. Outras TVs, rádios, jornais, revistas e sites gostariam de entrevistá-lo com mais tempo. Nada feito.
_______
Mas concedeu uma exclusiva ao canal Sportv há alguns meses, e após a convocação apareceu no Jornal Nacional. Durante sete minutos, respondeu perguntas. Deu mais ênfase às reações emocionais dos jogadores do que ao desempenho técnico. E sorriu. Dunga estava em casa. Claro, sabia que ali ninguém lhe faria questionamentos de difícil resposta e com chance de réplica, algo que não acontece nas coletivas organizadas pela CBF.
______
O treinador parece viver num universo paralelo, só dele. Fala sobre uma volta da paixão do torcedor e de um desejo dos atletas de jogarem pela sua seleção como se isso fosse algo novo. Quantos renunciaram à convocação de Parreira em 2006? Todos os por ele chamados estiveram na Alemanha. O que houve foi bagunça há quatro anos, graças à permissividade geral, inclusive de Américo Faria e Ricardo Teixeira, até hoje na CBF, ao lado de Dunga, que ignora tal "detalhe".
_______
Jogadores de nível técnico discutível veem a seleção como algo distante e, quando dentro dela, aceitam o que lhes é imposto, seja o que for. A lista de Dunga está cheia de gente assim, daí o comportamento tão elogiado. Até porque, para ele, jogar bola não é o mais importante. Pesa mesmo a capacidade de aceitar o discurso que parece extraído de um livro de auto-ajuda.
_______
Coerência? Não me parece esta a palavra que marque a atual "Era". Que tal contradição, subserviência e intransigência?"
_ _ _ _ _
a quem vai torcer pela seleção, boa sorte. eu já pulei fora desse barco desde 2003...
_____
ítalo.

terça-feira, 11 de maio de 2010

o que é isto?


a quem gosta de torcer de quatro em quatro anos,
taí o que você queria!
______
ou não.
_______
na parte defensiva, hoje, não há melhor seleção.
______
do meio pra frente, tadin do kaká. sobrecarregou pra ele. te vira nos trinta!
____
grafite, pra mim, só 0.7.
_____
adriano e r.gaúcho cavaram a própria cova. conseguiram se desconvocar. gênios!
______
ganso, a meu ver, merecia a mesma oportunidada que kaká teve em 02 e ronaldo em 94. pelo menos pra figurar só no banco.
_____
levar doni, reserva da roma, não dá.
_____
com tanto, mas tanto volante assim, perder a direção é que ele não vai...
_______
mais importante do que jogar bem, é importante ser comprometido (o que é isto?) e patriota.
____
então tá.
____
ítalo.

domingo, 9 de maio de 2010

a famigerada taça, ainda


aproveitando que flamengo e são paulo estreiam no campeonato brasileiro um contra o outro (viva a incompetência! os dois últimos campeões fazem a primeira rodada. envolvidos com a libertadores. com times mistos. oh, quanta emoção!). enfim, aproveitando o jogo entre os dois, nada como brincar com a esdrúxula situação da interminável taça das bolinhas, a maior prova da incompetêcia do futebol brasileiro.
_____
sugestão um: sincera: a um clube, a taça. ao outro, as bolinhas. a quem a taça e a quem as bolinhas? ora, par ou ímpar taí pra isso! palitinho... bola de gude... que tal disputas de pênalti entre os dirigentes? ricardo teixeira como árbitro!
______
a taça das bolinhas não deveria ser entregue para ninguém. ela deveria continuar guardada, vezemquando vindo à tona, para que não esqueçamos da bagunça que já foi – e que continua sendo – o futebol brasileiro. é, a taça das bolinhas, o símbolo da desorganização. o símbolo do que é dito e não é cumprido. mais ainda: o símbolo da falta de capacidade de confederação e clubes organizarem algo. ela não poderia ser entregue. ela deveria existir para sempre como uma mácula na história do nosso esporte.
________
o anúncio da cbf, de que irá entregá-la em breve ao são paulo comprova a politicagem envolvendo tal fato. a cbf não poderia dar a taça ao fla porque negaria o campeonato de 87 e iria contra sua posição nesses quase vinte anos. e não existe a possibilidade utópica de o sampa entregar a taça ao fla, pois, assim, complicaria ‘inda mais sua relação com a cbf pra copa. sem contar que o assunto veio à tona no momento em que ricardo teixeira tava em busca de aliados que apoiassem kleber leite para a presidência do clube dos 13. acontece que fla e sampa apoiavam o fábio koff, que venceu. ou seja, quem primeiro debandeasse pro lado da cbf, ela daria a taça. isto é o futebol brasileiro! por isso gostaria que a taça ficasse pra sempre à mostra na cbf, ou no museu do futebol, como monumento ao pastelão que é o futebol brasileiro.
________
já postei aqui no blog vários links de textos explicando essa bagunça toda. não vou aqui contá-la novamente. o link, aos interessados, é este.
_______
creio que fla e sampa são maiores do que esta taça. creio que ambos, num mundo ideal, deveriam abrir mão da taça. quem a recebesse, faria uma cópia e entregaria ao outro. são os dois merecedores. ou, quem a recebesse, devolveria à cbf e mandaria colocá-la onde bem entendesse. o flamengo não deixará de ser campeão de 87. zico não deixará de ser campeão em 87, nem bebeto ou renato gaúcho. assim como o são paulo não deixará de ser o primeiro hexa e tri-consecutivo. os dois são maiores, muito maiores, do que a bagunça instalada pela cbf (e corroborada pelos próprios dirigentes, isto é óbvio).
__________
torcedor nenhum de vasco, flu ou botafogo, por exemplo, reconhecerá a conquista do rival. isto é contra a lei da paixão clubística. estranho se fosse o contrário. torcedor nenhum do fla deixará de comemorar aquele título. isto é contra a lei do torcer. aliás, nós, torcedores, nada temos a ver com isto. somos simples marionetes à mercê daqueles que bagunçam o futebol que tanto gostamos de assistir. resta-nos esta taça e sua simbologia: a bagunça que até hoje não deixou de existir no futebol brasileiro.
______
resta-nos, aliás, tirar sarro de tanta pequenês.
_______
sugestão dois: faz um jogo entre fla x sp, aproveita e comemora os 60 anos do maracanã, e chama o presidente do “ixpó” pra entregar a taça de bolinhas pro vencedor.
_________
sugestão três: a convite dos leitores deste blog.
_______
ítalo.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

procura-se por uma tal de justiça....

... ou: o incrível mata-mata em que só vale o segundo jogo.
___________
o torcedor de futebol, reconheçamos, é original. possui uma incrível capacidade de enxergar coisas inimagináveis em uma partida de futebol. é capaz de diagnosticar tramas mais bem urdidas que o atentado às torres gêmeas. é um figuraça o torcedor de futebol! somos uns figuraças!
______
o que mais se ouve quando um time perde, por parte do seu torcedor, é a célebre frase: “foi injusto!”. frase acompanhada das seguintes: “fomos roubados descaradamente!”, “isso é coisa da globo, da band, da sportv, da espn, da rbs, do bin laden, inclusive!”, “time ‘x’ só ganha roubado mesmo!”.
______
depois, vem as declarações menos exaltadas: “perdemos para nós mesmos!”, “o time jogou bem, merecia ter vencido”. por fim, quase inaudível, vezemquando é possível ouvir algo do tipo: “não deu, o time jogou mal, o adversário mereceu mesmo”.
_____
nunca é o time adversário quem vence. sempre é o nosso time quem perde. e, quando perde, perde para si mesmo, e por uma baita injustiça.
_____
pior ainda é quando temos esses emocionantes mata-matas. o que foi o santos e santo andré pelo paulista, com uma bola na trave quase no último minuto? o que foi o corinthians e flamengo, com uma cobrança de falta perigosíssima para o timão aos 47 do 2º tempo? isto é mata-mata. é emoção no seu grau máximo do futebol. mas é também a disputa que o torcedor mais desvirtua para o seu lado.
______
no final do ano passado, foi quase uma comoção nacional o flu ter feito 3x0 na ldu, no maraca, e não ter sido campeão da sulamericana. o discurso mais ouvido era o “injustiça! meteu três, deveria ter sido campeão”. pois nesta semana a babozeira se repetiu: “foi injusto o santos ter sido campeão paulista! o santo andré jogou melhor e venceu o segundo jogo”. ou: “o corinthians merecia ter passado de fase. jogou melhor o primeiro tempo do jogo contra o fla”. ou: “o vitória não mereceu se classificar, o vasco foi melhor ao vencer por 3x1 em são januário”.
_________
memória é artigo de luxo no futebol, né não? a paixão clubística é tanta que apaga da memória do torcedor o jogo de ida de um mata-mata. ninguém reconhece uma conquista ou classificação sob derrota. acham injusto. há quem até questione o regulamento de uma competição, caso do presidente lula, que chorou o fato do fla ter se classificado pelo gol marcado fora de casa. chorar regulamento é pior e mais enfadonhamente chato do que chorar erro de arbitragem.
______
eu gostaria de saber qual o conceito de justiça que esses torcedores levam em conta. justiça é criar treze chances e não fazer nenhuma? justiça é jogar bem um tempo só, ou só o jogo da volta, e então ser campeão? ou justiça, no futebol, é quem mete a bola pra dentro, independentemente das chances criadas? ou é quem arrebenta no primeiro jogo e joga com inteligência no segundo jogo para conquistar o título ou a vaga? ou ainda tem gente que realmente acredita que numa partida de futebol tem de existir justiça? pelo visto, há quem acredite nisto. assim como há quem acredite em papai noel, duende, manipulação da tv, e blá blá blá.
______
temos de reconhecer: o torcedor é o sujeito de imaginação mais à flor da pele que existe. e isso precisa ser louvado, enaltecido, lembrado a cada semana, a cada jogo de volta de um mata-mata, por exemplo...
_____
ítalo.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

abrindo espaço: curt-indo. (ops, voltando para comemorar)

alemão curt - oh,curt! -, o "homi" que por duas vezes teve a oportunidade de conversar "in loco" com o saudoso bezerra da silva - uma na terra, uma no céu - fez questão de voltar "lá de cima" para acompanhar - e comemorar, com moderação - o bicampeonato da libertadores pelo flamengo. pois é dele o textim de hoje cá no blog, dia do jogaço que move multidões no país todo.
_ _ _ _ _
"a notícia não é boa, não é das melhores,
mas futebol é assim mesmo,
é uma caixinha de surpresa,
e blá-blá-blá, e ti-ti-ti, e coisa&loisa...
como flamenguista roxo, ops, rubro-negro,
digo que o mengão vai ter uma surpresa,
logo mais, no jogo contra o curingão.
mesmo com o ronal-ducho, entre outros menos votados,
o resultado deverá favorecer o corinthians.
o vídeo abaixo (quem me mandou foi o meu filho marcelo)
fala por si, e é preocupante mas, como já disse,
futebol é assim mesmo, é...
resumo da ópera: o corinthians vai ganhar o jogo".
____
Fui!!!... colocar algumas pra gelar!!!
Curt Nees, 6.3 e aturando a politicalha que assola o País.
Pensador, despachando de Jaraguá do Sul, na bela e Santa Catarina - curt.nees@gmail.com
___

terça-feira, 4 de maio de 2010

chega domingo e não chega quarta à noite

acabei de me deparar, finalmente, com um texto lúcido de um torcedor apaixonado por futebol. tive sorte de conseguir alguns bons torcedores para escreverem neste espaço as paixões pelos seus times. mas tava difícil de continuar lendo as asneiras lançadas em tantos outros blogs internet afora. pois encontrei. uma letra muito bem mandada aqui, no blog da mesa, pelo corinthiano leonardo rosseti. vale a leitura!
______
lá ele descreve o medo dele pelo jogo de amanhã à noite. o medo do corinthians continuar se enrolando nas próprias pernas. o medo de uma disputa de pênaltis contra o bruno. e de cá eu descrevo os meus medos, o medo de um rápido jorge henrique entortar um devagar angelim. o medo da bola parada precisa do chicão, ou da patada do roberto carlos. o medo do lampejo do gordo.
_____
por outro lado, a confiança. a confiança no raçudo vágner love. a confiança no frio e matador adriano. a confiança nos laterais. a confiança na defesa e na genialidade do gringo pet.
______
ser torcedor é algo que foge aos padrões da normalidade. torcedor chuta tudo pro alto pelo seu time. bobear larga a esposa ou marido no altar em dia de jogo. torcedor quer sabe de viver em intensidade noventa minutos de um jogo. quem dera isso! quer viver e sofrer por antecipação. quer continuar vivendo, e sofrendo, pós jogo, seja vencendo, seja perdendo. torcedor não pensa. vive sem pensar. talvez seja este o mal, ao mesmo tempo em que é a beleza. é o amor puro. é a lágrima por uma defesa ou um gol. por uma bola que não entrou. por um chute torto que desviou e morreu lá dentro do seu gol. essa paixão que cega. que cega pela lágrima da vitória ou da derrota. mas que cega pela violência, pelo ódio e pela inveja ao rival.
___
tenho rotina cheia nesta quarta-feira. trabalho e estudo. leituras e escritos. atendimentos e alimentações. mas não me será suficiente para me acalmar. e não será uma noite qualquer de sono, nem esta, nem a próxima. torcedor não quer saber se o time ganhou ou perdeu. quer dizer. quer saber, acompanha e tudo o mais, porém, não deixará de estar à frente da tv, do rádio, da internet ou no estádio mesmo no jogo seguinte, cantando apaixonadamente, sob chuva ou sol, sozinho ou em meio a uma multidão.
___
é só um jogo. o mundo não acaba na madrugada de quarta para quinta. mas quase.
_____
corinthians 2x3 flamengo. dentinho e chicão. vágner love e adriano e léo moura.
_____
que assim seja.
____
ítalo.

sábado, 1 de maio de 2010

espaço do torcedor: colorado

busquei novamente um colorado e um gremista, para representar a final do gauchão deste ano. não consegui outro gremista que aceitasse meu convite em tempo hábil. mas consegui outro colorado. os torcedores das cores azul, preta e branca que me perdoem. mas a vantagem já é de vocês, de dois gols. quem precisa correr mesmo atrás do placar é o inter. então fica aqui um texto apaixonado do colorado tiago do nascimento.
_____
_____
O que determina o time que alguém torce? Família? Amigos? As vitórias do clube?
Se respondeu sim a essas perguntas tenho uma história bem interessante pra te contar.
Década de 1990. Os anos negros do Sport Club Internacional. Sob a direção de um dos piores dirigentes dos seus 100 anos de história o Inter amargava sempre as últimas posições nos campeonatos que disputava. Gauchão? Artigo raro. E o pior, seu maior rival conquistava vitórias e mais vitórias, ano a ano aumentava seu rol de títulos: gauchões, copa do Brasil, Barsileiro e até Libertadores da América.
Ainda assim um menino de 10 anos de idade (EU) precisava escolher um time pra torcer. E o escolhido? Inter. Aí vocês podem pensar que os amigos tem um dedo nisso. Errado. Estamos a mais de mil quilômetros do Rio Grande. Colorados inexistem. Gremistas, tem aos montes, afinal era o time da moda (torcedor modinha gremista? Jura??? rsrs). E a família? Primos gremistas, flamenguistas e corinthianos. Mas ainda assim, havia algo. Houve algo.
1997. 24 de agosto. O Inter de Fabiano Cachaça patrolou o Grêmio em pleno estádio Olímpico. 5 x 2. O garotinho que assistia junto com seus primos se encantou com a camisa vermelha. Eles ainda tentaram argumentar, mas não havia jeito. Definitivamente ele havia sido contagiado. Depois veio a busca pela história. Taffarel, Dunga, Falcão, Figueroa, Escurinho. Não tinha jeito. Esse era o time.
Os anos passaram, os títulos não vinham, mas a paixão crescia.
Em 2002 na última rodada do Brasileirão o risco da segunda divisão muito próximo, mas uma vitória sobre o Paysandu mantém o Inter na elite.
E aí vem 2003. Mudança na diretoria. Mudança no sistema de disputa. E mudança na mentalidade do time.
2005, um título brasileiro ROUBADO!
2006, um gauchão perdido pro Grêmio, mas uma América e um Mundo tingidos de vermelho no decorrer da temporada.
2006. Pagou tudo. Toda uma década de sofrimento. Como é bom recordar...
E agora 2010. Uma derrota no primeiro grenal da decisão. Um 2 x 0. Segundo jogo no Olímpinico...
Só vejo dois caminhos possíveis. E Qualquer um me agrada:
* Perdermos esse título pro rival, como em 2006; depois levantarmos a Libertadores e o Mundial.
* Repetirmos o GreNal do 5 x 2 e guardamos mais uma taça no armário.
Que os deuses da bola decidam, mas se for pra mais alguns garotos de 10 anos fazerem a escolha acertada já tenho a minha escolha...
_____
Tiago Carpes do Nascimento.
_ _ _ _ _
ítalo.