domingo, 25 de abril de 2010

abrindo espaço: entre ser gremista e ser colorado

é a vez das cores dos dois times mais populares do extremo-sul do país lançarem o verbo aqui. dia de grenal o rio grande do sul e parte de santa catarina param. vão, aqui, dois textos. um colorado, do philipe. um gremista, do léo santos. nessa ordem, antes que me briguem, pois o jogo, hoje, é no beira-rio. pra semana que vem tô em busca de mais um colorado e de mais um gremista. aí, como será no olímpico, vai o texto do gremista antes. rivalidade à flor da pele! (inclusive tomei o cuidado de postar os textos com as cores que caracterizam cada paixão. o que há de grêmio no texto colorado, fica sem a cor vermelha. o que há de inter no texto gremista, fica sem a cor azul. pra não misturar.
_ _ _ _ _
greNAL (por Philipe)
_______
Dia 25 de abril teremos o greNAL de número 380. O primeiro de uma dezena. O segundo do ano.
Porém, mais do que números, um greNAL representa rivalidade, nem sempre sadia, infelizmente, mas acima de tudo, muita história. Muita lágrima derramada tanto pelo lado azul, quanto pelo lado vermelho (embora, diga-se de passagem, e como manda a tradicional “flauta”, os tricolores sofram mais). Tanto sentimento só pode fazer desse clássico o maior da região Sul do Brasil, assim como há quem diga ser o grenal a maior rivalidade do Brasil, enquanto outros a citam como a maior do mundo.
No Rio Grande do Sul, você nasce, geralmente, vermelho ou azul. E carrega o peso da escolha, imposta ou não, por toda sua vida. Sofre, chora, comemora. Muitas vitórias no clássico são mais lembradas do que conquistas de grandes títulos. Porque, querendo ou não, o grenal é um campeonato à parte. E todo ano, a cada vitória, o torcedor tem a oportunidade de levantar aquela taça invisível, a qual o classifica como melhor que o rival.
Avesso à realidade gaudéria, nasci em Santa Catarina e aqui cresci, escolhendo o Inter como time pra vida inteira. É bem verdade que aqui é muito difícil fazer valer o espírito de um grenal, pois não é só Inter e Grêmio, tem muitos outros torcedores dos mais diferentes times.
Perde-se espaço, mas nunca o brilho. Afinal, sempre queremos um motivo pra comemorar no dia seguinte ao clássico, pra “esfregar” o vermelho da camisa em todo tricolor. E também nos outros torcedores, porque cada clássico vencido nos dá uma moral tremenda.
E é assim que se prepara para um grenal. Com muita vontade de vencer, com muita provocação sadia. Sobre as duas finais: difícil apontar vencedor. O Inter, depois de alguns tombos feios, se recuperou em partes, enquanto o grêmio fez um segundo turno ótimo até parar na zebra pelotense, que por sinal, quase tirou o Colorado também. Mas final de Gauchão sem greNal seria horrível, não?
Amanhã então, ocorrerá o já referido clássico 380, sendo o 381 aquele que definirá o vencedor. Duas pedreiras, valendo um caneco que pode já não ter grande valor hoje em dia.
Mas um greNAL faz até campeonato amador valer muito.
_ _ _ _ _
Jamais nos matarão (por Léo Santos)
_______
Uma vez quando trabalhei como cobrador de ônibus aqui em Porto Alegre, tive uma ideia interessante – qualquer coisa que pudesse me livrar do tédio da roleta era bem vinda na época -, resolvi fazer uma pesquisa de opinião; foi muito bem sucedida a pesquisa, inclusive fiz muitas outras, todas com muito bons índices de participação popular, pesquisas essas que acabaram por me disponibilizar um vasto material para análise e reflexão – coisa sem serventia alguma que não fosse simplesmente passar o tempo. Mas, a tal pesquisa que me refiro foi assim, passei a indagar de todos os passageiros não-gaúchos que entravam no ônibus o seguinte: - Tchê! Tu me dizes uma coisa? Se fosses porventura gaúcho, pra que time torcerias? Grêmio ou Inter? Foram momentos divertidos aqueles, até porque os catarinos, nordestinos, cariocas, mineiros e etc., são pessoas tri legais, dei muitas gargalhadas, fiz brincadeiras e, enfim, cumpriu-se com êxito o objetivo da pesquisa de opinião: - Acelerar o relógio! Pude, com o resultado dessa minha pesquisa, ficar ciente de uma coisa e refletir muito sobre ela: - O Grêmio não é um time simpático! Quase cem por cento das pessoas que entrevistei disseram gostar do Inter e não foram raros os passageiros que se exaltaram e declararam que tinham pavor do Grêmio, que eram anti-gremistas! Contanto, cheguei a uma conclusão, só existe um tipo de pessoa que gosta do Grêmio: - São os gremistas! Quem conheceu ou conviveu com um gremista é testemunha da paixão que ele tem pelo Grêmio, o gremista é sempre fanático, não existem gremistas passivos ou parciais, os gremistas são torcedores que amam o seu time com fúria e gritam e fazem loucuras pelo Grêmio! Não poderia ser de outra forma, pois, só nós gostamos do Grêmio, ninguém simpatiza com o Grêmio, é por isso que nós gremistas somos aficionados, que nos perdoem os não-simpatizantes do Grêmio, mas, somos obrigados pelas circunstâncias a torcer em dobro, porque estamos sós, somos um exército que luta sem contar com aliados. Há um capítulo sangrento na história do Rio Grande do Sul, o nosso estado certa vez quis se desligar do Brasil, queria ser um país e graças a Deus isso não aconteceu, não aconteceu com o Rio Grande do Sul, porém, com o Grêmio aconteceu, o Grêmio está separado, o Grêmio não tem boa vizinhança, o Grêmio é mal quisto, os domingos mais tristes do Brasil são os domingos em que o Grêmio conquista um título, ninguém quer ver o Grêmio campeão, o Grêmio é o terror dos torcedores brasileiros. Contudo o Grêmio é multi-campeão, o Grêmio é um time vencedor, cheio de títulos, o Grêmio é um formador de grandes craques do futebol mundial, o Grêmio tem uma camisa tri-bonita, o escudo do Grêmio amedronta os adversários, é dificílimo ganhar do Grêmio, o Grêmio é a prova viva da verdadeira raça gaúcha, o Grêmio é muito forte! Mesmo que as pessoas não simpatizem com o Grêmio, elas têm a obrigação de respeitar e aceitar que o Grêmio é um baita dum time de futebol, é um dos maiores e melhores do Brasil. Estou na expectativa de ver o Grêmio levantar mais uma taça de campeão gaúcho! Enfrentaremos nosso arqui-rival com a garra de sempre, só o título nos interessa, pois, o Grêmio tem sede de títulos, o Grêmio adora ser campeão! Nós somos Campeões da América! Nós somos Campeões do Mundo! “E que sirvam nossas façanhas de modelo a toda terra!”
_ _ _ _ _
ítalo.

4 comentários:

Léo Santos disse...

Bah! Tchê! Mas é tri-bom esse Grêmio hein! Eu já sabia!

Um abraço!

dezminutosoudoisgols disse...

Cara...sou paulistano e simpatizo bem mais pelo Grêmio do que pelo Inter. Acho a torcida e também a camisa muito bonita! Mas antes do Grêmio, óbvio tem um outro que levo no peito..rs

Eraldo Paulino disse...

O Clássico Gre-Nal foi demais mesmo. Gostei do blog e adorei os textos. Gostaria de fazer uma ressalva quanto ao texto do Léo, ao falar do quanto o gremista é fanático: Poucas vezes eu vi um hino combinar tanto com uma torcida (tanto quanto com o time)como o hino do Grêmio.

Parabéns pela idéia do post, meu caro. O futebol é o ópio do povo mesmo... adooooro ópio!

Impulsiva disse...

Pô Léo, depois de ler seu texto, principalmente o finalzinho, vou contrariar a regra e sua pesquisa, serei uma simpatizante do Grêmio, mesmo não sendo gaúcha e nem gremista.

Muito legal, como sempre.

Beijos,
Kenia.