quarta-feira, 17 de março de 2010

os clássicos em nomes-chaves

fico pensando nos dois clássicos de domingo, e percebo que é possível contá-los sem entrar em detalhes, mas sim com, digamos, palavras-chaves, ou nomes-chaves.
_____
vamos lá:
______
dancinhas: na vila belmiro, além do querer ganhar no placar, havia uma disputa por quem apresentava as melhores danças nas comemorações. dava gosto de ver. ri à beça a cada gol. olha, se outros times adotassem tal brincadeira, quanto melhor não seria assistir aos jogos, não? (ou alguém vai vir com aquele papinho preconceituoso, de que os jogadores tem que ficar ligados no jogo, na bola, e não em comemorações). blá blá blá.
armero: foi “o cara” na hora da dança. o que é aquilo, minha gente? um espetáculo! um domínio dos movimentos, uma sincronia nunca vista!
______
robert: três gols, música no fantástico. mas o terceiro gol dele foi um baita golaço! ele me lembra o obina, sabiam? não só no físico, não... ou alguém se empolga com o fato dele ter feito três gols?? menos, né, gente, bem menos. já basta a babação de ovo em cima de uns caios e welintons da vida.
______
phillipe coutinho: por falar em babação, taí outro que caiu no gosto da mídia. o tal. de fato, foi o melhor em campo no maracanã. correu, tocou bem, driblou melhor ainda, mas e daí? esse guri não sabe chutar. esse guri não tem confiança no próprio taco na hora de decidir. foi assim na final da tg contra o bota. por isso que eu digo: menos, bem menos pra cima dessa molecada que a mídia quer apresentar como craque.
_______
dodô: não era nem pra jogar o clássico. aí o casalberto foi vetado, e foi dodô pro jogo. e o que mais me chama a atenção no dodô, é que ele fica sempre com a mesma cara de bunda. se faz gol, se erra, se perde um, dois ou três pênaltis. ele não muda de expressão. ôxe, dá uma vontade de torcer por um jogador assim... tenho pena dos vascaínos...
________
bruno: é o cara que melhor pega pênaltis no futebol brasileiro hoje. é uma topeira na hora de falar algo, mas sabe como intimidar um batedor na hora da penalidade. contra o santos, ano passado, pegou dois pênaltis batidos pelo paulo henrique ganso. pegou mais um do lúcio flávio. nas duas disputas de pênaltis do carioca (07 e 09), pegou duas cobranças em cada uma, e domingo mais dois do dodô. pode falhar vezemquando, como de fato falha, mas na hora do pênalti é “a” segurança.
_______
adriano: vâmo deixar o cara em paz, né, gente? que chatice essa de a cada dia vir com mais e mais insinuações de que o cara é bebum, drogado, traficante e o escambau. é minha teoria: o pior não é quem veicula esse tipo de coisa. o pior é quem acredita nisso tudo. e, pior ainda, quem usa isso como argumento contra o jogador que o cara é. alguém aí pra criticar o jogador adriano?? pô, o cara chega, joga nada, nem precisa, faz um gol, e pronto. o dodô não bebe, não fuma, pede música evangélica no fantástico, e joga sem porra de vibração nenhuma. e aí? ah, pelamor, né... essa necessidade das pessoas de se meterem na vida dos outros beira ao ridículo.
_____
willians: o beijoqueiro. já escrevi sobre isto no post abaixo. a figuraça da rodada!
__________
enfim, dois clássicos que pouco ou nada valeram, afinal, é fase de classificação nesses chatos estaduais. mas foram dois clássicos que renderam ótimas gargalhadas, pelo menos a mim. e foram dois jogos muito bons: movimentados, bem disputados, e com lances pra lá de curiosos. futebol é isso, meu povo! êta coisa boa!
_____
ítalo.

Nenhum comentário: