terça-feira, 29 de setembro de 2009

futebol de botão

depois de um longo, longo tempo, voltei a jogar futebol de botão. foi há dois finais de semana, em casa mesmo, contra o meu adversário mais habitual e freguês: meu irmão. (no final de semana passado ainda joguei de novo, dessa vez contra o fox. aí foi lavada: três a zero pra mim, fora o baile).
__________bom, na verdade, meu adversário mais habitual sou eu mesmo. é, eu mesmo. isto porque a quantidade de campeonatos de futebol de botão que eu mesmo criava e eu mesmo jogava, contra mim mesmo, nos quais eu jogava para um monte de times, não é passível de ser computada. foram anos adaptando tabelas, criando campeonatos, fazendo rankings, atualizando escalações, registrando gols, faltas, cartões, média de público, e tudo o mais que envolve o futebol “normal”.
________eu sabia que um dia aquela diversão toda um dia acabaria, eu sentia isso. (releve-se que, apesar de diversão, eu levava aquilo muitíssimo a sério, tanto que não passava um dia sem jogar algum jogo de algum campeonato, que era para não atrasar a tabela) e o afastamento dos campos e jogadores de fato aconteceu quando no meu ensino médio, a partir do segundo ano.
__________lembro-me de que o último campeonato de botão que eu joguei comigo mesmo foi a copa do mundo de 2002. como eu tinha muitos e muitos times de futebol de botão, havia o suficiente para que cada time correspondesse a uma das seleções da copa. e assim fiz. peguei a tabela da copa, e a segui tim-tim por tim-tim, em sua primeira fase. lembro-me ainda de que o campeão, naquela copa, no meu futebol de botão, fora a espanha, numa final eletrizante contra o brasil, vencida nos detalhes, nos últimos minutos.
_________depois daquilo, larguei mão dos campeonatos, por falta de tempo, por começar a me envolver com livros e escritos, e por perceber que eu precisava direcionar melhor meu tempo a atividades que me renderiam melhores frutos mais à frente.
________passei a jogar esporadicamente, contra meu irmão e contra meu pai. nunca mais sozinho. jogar amistosos sozinho nunca me fizeram a cabeça. gostava de campeonatos mesmo.
_________e ano passado meu irmão comprou mesa nova de futebol de botão. e times novos (sim, porque a mesa e os times que eu tinha, doei para crianças carentes se divertirem. doei, não. foi o pai quem doou. acho que foi o melhor que fizemos mesmo). e agora temos uma mesa nova, melhor que a antiga, e times novos, também melhores. traves novas, goleiro novos, palhetas e bolinhas novas. e jogos de muita emoção ainda!
_______jogamos um joguinho só, eu e fran. ficou 4x4, pauleira, lá e cá, com os dois goleiros fazendo grandes defesas. ele insistiu em fazermos pênaltis, e é claro que eu perdi. ainda mais com um som de fundo do tipo victor e léo. isso me desconcentrou profundamente.
____________haverá revanche. ele que aguarde e confie.
___________ítalo.

2 comentários:

Luiz Eduardo disse...

hahahahha
Por que isso faz eu lembrar da minha infância?
Também jogava futebol de botão com meu primo, eu sempre perdia...
Mas nós fazíamos campeonato de gol a gol lá em casa com bolinha de jogar taco, cara, nós ficávamos exaustos após o campeonato, era muito assirado, nós dávamos o sangue pelos times... hauahah
E também verificando saldo de gols, artilheiro, fase de grupos, mata-mata e a grande final... era muito divertido...

Guif disse...

Cara, futebol de botão é meio que sagrado na vida de um menino :)
Deve ser difícil achar alguém que nunca tenha jogado.
Também gostava de jogar. Não era tão fanático, mas jogava alguma vez ou outra. O problema é que eu acabava perdendo algumas peças, e daí não dava pra jogar mais.